Os 7 principais pontos de desperdício produtivo

//Os 7 principais pontos de desperdício produtivo

Os 7 principais pontos de desperdício produtivo

Já ouviu falar em Lean Manufacturing? Este é o termo usado para um conjunto de ações que visa minimizar os prejuízos por desperdício produtivo através da gestão efetiva.

Segundo o Lean Manufacturing, existem 7 desperdícios comuns na produção industrial, que são mais comuns do que imaginamos, e por isso falaremos deles a seguir:

  1. Defeitos

Parece óbvio, mas a margem de produtos com defeito é alta nas indústrias, e isso normalmente ocorre por falta de controle dos processos produtivos / qualidade, mão de obra com pouca qualificação e fornecedores de baixa qualidade. Produto com defeito não tem valia, é descarte e acarreta em mais tempo e matéria-prima em uso.

–Conheça os diferenciais da Polako aqui

  1. Estoque elevado

Soou estranho pra você? Mas, estoque em demasia é também problema, afinal, volume precisa de armazenagem e pode sofrer avarias externas. Isso acontece por reflexo da falta de uma previsão de vendas e de um bom planejamento e controle da produção.

  1. Excesso de processos

Sim, processos demais também geram desperdícios, afinal, o ultra processamento nem sempre gera valor ao consumidor e acaba gastando tempo e dinheiro dentro da produção. Por isso, como já falamos aqui pelo blog, é importante ter revisão periódica da rotina produtiva, evitando assim custos desnecessários.

  1. Matéria-prima em demasia

Sim, é preciso garantir bons preços na compra de matéria-prima e isso às vezes implica em comprar em volume. Porém, é preciso avaliar esse volume para que não gere um custo maior que o lucro com armazenagem, riscos de avaria e levantamento de inventário periódico.

  1. Espera

Máquinas paradas, funcionários esperando por autorização ou matéria-prima, é reflexo de planejamento mal desenhado. Tempo é dinheiro, ainda mais em indústrias de produção em alta velocidade.

– confira nosso conteúdo de blog sobre o assunto

A solução é rever os processo e criar meios de autonomia produtiva através de layout de planta, manutenção preventiva, processos e cargos.

  1. Movimentação desnecessária

A planta da fábrica deve priorizar a velocidade e simplificar os processos, afinal, deslocamento de pessoas é tempo perdido. Invista em treinamento de funções e priorize uma linha de produção linear e eficiente.

  1. Transporte

Em complemento ao tópico anterior, e para fechar nossas dicas, atenção ao efeito “barata tonta”. Materiais sendo enviados para o setor errado, ou um técnico que foi verificar a máquina errada, entre outros, é sinal de falta de orientação, clareza nos processos e planta mal estruturada. Seus colaboradores devem saber com maestria suas funções e rotinas, e o ambiente fabril deve se manter sinalizado e bem distribuído.

 

Fonte: Ferramental via reprodução Blog Nomus – Nomus ERP Industrial

 

De |2021-02-12T16:24:06+00:00fevereiro 12th, 2021|Sem categoria|0 Comentários

Sobre o autor:

Deixe um Comentário

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.